A PRIMAVERA DA LAGARTA – RUTH ROCHA

Assim que uma criança chega ao mundo, o mundo também chega a essa criança, e é esse encontro que a faz pensar! Cabe ao adulto acolher, observar e mediar essa chegada, pois a criança vive de maneira única e intensa todos os dias.

A interação do adulto com a criança é o que faz sentido ao mundo dela: o olhar, o comportamento e a calma do adulto são os componentes que se agregam ao seu desenvolvimento. Esses momentos de interação propiciam o enriquecimento na área cognitiva, que implica uma sucessão de aprendizados, pois, futuramente, a criança aprenderá com mais facilidade a teoria vivenciada na prática.

Classificamos o momento da contação de histórias como uma das interações que as crianças mais gostam. Por meio delas sua imaginação é acentuada, tornam realidades as suas fantasias e viajam para lugares nunca imaginados.

Por meio dos contos infantis, as crianças adquirem conceitos importantíssimos a respeito da vida e das emoções que nos ajudam a nos definir como seres humanos: o amor, a generosidade, o medo e a angústia.

O Colégio Ser! acredita e faz uso dessa prática. Para comemorarmos a Páscoa, por exemplo, quando falamos de transformação, renovação e vida nova, utilizamos a encantadora narrativa – A Primavera da Lagarta – de Ruth Rocha, que narra a história de uma lagarta comilona que estava acabando com todas as folhas da floresta, mas um grande mistério é desvendado, quando a lagarta transforma-se em uma linda borboleta.

Considerando que as crianças fazem registros mentais, as histórias tornam-se grandes aliadas para que se desperte o detetive que há em cada uma delas, e o mais interessante é que fazem descobertas que nos surpreende.

A obra A Primavera da Lagarta possui um enredo com características e acontecimentos muito peculiares que as crianças adoram desvendar, e a partir dessa apreciação elas começam a construir noções de relação entre o homem e a natureza.

A vida é estimulante! A criança tem sua estimulação interior, o que nominamos de atividade autônoma. Contamos sempre com a família nessa prática como nossa        aliada, pois, dessa forma, um vínculo de confiança e de segurança afetiva será a sustentação para o desenvolvimento seguro de si. A leitura tem como função maior ser um estimulador na vida do ser humano, desde o seu nascimento. A leitura alimenta a alma!

 

 

Edna Pereira de Oliveira

Coordenadora Pedagógica do Berçário Ser! Bebê

Deixe um comentário